O que é lockdown e como funciona: Entenda tudo em 2 minutos

o que é lockdown

Descubra em detalhes o que é lockdown e como funciona em alguns estados brasileiros

Algumas cidades brasileiras adotaram o lockdown como medida de proteção contra o coronavírus.

Mais de 18 estados e capitais estão colocando o protocolo em prática, como por exemplo, as cidades do Rio de Janeiro, Maranhão, Pará e Ceará, a fim de conter a pandemia que vem prejudicando a vida do ser humano em todo o planeta.

No entanto, apesar de muito falado na mídia, poucas pessoas sabem de fato o que é lockdown e como isso afeta suas vidas.

Para tirar essas e outras dúvidas, leia mais e fique sabendo de tudo sobre o assunto neste artigo.

Leia também:

* diferença entre quarentena, isolamento social e lockdown

* Covid-19: como se proteger de forma eficaz

* Usar máscaras de proteção funciona contra o coronavirus?

O que é lockdown?

Apesar da medida restrita de circulação de pessoas nas ruas muita gente se confunde sobre o que é Lockdown.

Lockdown é um protocolo que impede que pessoas, cargas e até mesmo informações deixem determinadas áreas.

Este protocolo pode ser acionado por uma autoridade máxima e, em alguns casos, pode ser adotado até mesmo para interditar um edifício ou local específico para proteger pessoas.

Como funciona o lockdown?

Com a medida, fica restrita a circulação de pessoas nas ruas. A população somente poderá sair de casa para atividades essenciais como ir a mercados e farmácias.

No entanto, em cada um dos estados as medidas são diferentes. De todo modo, quem descumprir o protocolo estará sujeito a multas, toques de recolher ou mesmo prisões dependendo da cidade.

Sendo assim, o lockdown é a versão mais rígida do distanciamento social sendo uma ação obrigatória podendo ser acionada quando o estado de quarentena e o isolamento social não são suficientes para conter a pandemia, uma vez que os casos têm aumentado diariamente.

Veja como está o lockdown em quatro cidades brasileiras:

Lockdown Rio de Janeiro

O lockdown ou bloqueio total ainda não chegou à capital, mas está bem próximo disso acontecer segundo especulações, enquanto as cidades vizinhas Niterói e São Gonçalo adotaram medidas de isolamento mais rígidas.

No caso de Niterói, somente podem circular pessoas que fornecem serviços essenciais, sempre com documentação de identificação necessária.

Os comércios que ainda permanecem abertos são os mercados e farmácias.

As multas para quem descumprir o lockdown podem variar para pessoa física chegando a R$ 180, enquanto os estabelecimentos têm multas que variam de R$ 649,64 a R$ 3.248,20.

Em São Gonçalo não se fala em lockdown, mas o uso de máscaras é obrigatório para circular nas ruas e entrar em qualquer estabelecimento, sendo permitida a entrada de pessoas somente nos locais supracitados.

Lockdown no Maranhão

A primeira cidade no Brasil a colocar em prática o lockdown, Maranhão permite apenas negócios considerados essenciais a funcionar.

No caso dos trabalhadores, eles só podem sair de casa para trabalhar com uma autorização do empregador para apresentar às autoridades.

Pessoas que saem em caso de estrita necessidade, como ir a mercados ou farmácias, também podem circular. Além disso, a máscara é obrigatória.

Já o funcionamento do transporte público, este sofre alteração. Os passageiros devem explicar às autoridades o porquê estão nas ruas.

As multas pelo descumprimento variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão. O valor pode dobrar em caso de reincidência.

Lockdown no Pará

Outro estado que adotou o protocolo de proteção contra o coronavírus é o estado do Pará.

No estado só é permitido sair para comprar alimentos, remédios, produtos de limpeza ou higiene pessoal e produtos médico-hospitalares.

Porém vale um alerta: apenas uma pessoa por família pode fazer as compras, exceto em casos de consultas médicas que é permitido um acompanhante.

Para os estabelecimentos que ainda estão funcionando, estes devem reduzir em 50% a lotação e o uso de máscaras é obrigatório.

Empresas que descumprirem a ordem no estado do Pará podem chegar a pagar multas altíssimas de até R$ 50 mil reais, que podem aumentar em caso de reincidência. Para os cidadãos comuns, a multa diária é de R$ 150.

Lockdown  no Ceará

Em Fortaleza, na capital cearense, a circulação de pessoas está proibida, a menos que seja para acessar os serviços essenciais.

Os motoristas devem ter cuidado e precisam justificar os deslocamentos sob pena de multa e até prisão que pode variar de um mês a um ano de detenção.

Apenas os transportes por aplicativo, farmácias, mercados, padarias, bancos, lotéricas, clínicas veterinárias e também a indústria química, farmacêutica, alimentícia e de produtos hospitalares podem funcionar.

No caso de algum descumprimento será aplicado multas que podem chegar a valores exorbitantes.

Como pode perceber alguns estados estão adotando medidas mais enérgicas para combater a pandemia enquanto alguns estados ainda optam pelo isolamento social e quarentena.

De uma forma ou de outra, a aglomeração de pessoas deve ser evitado ao máximo se quisermos evitar o contágio.

Leia mais: diferença entre quarentena, isolamento social e lockdown

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *